Me fui

Eu me fui, mesmo depois de ter me acostumado à ficar, mesmo depois de aprender à ficar, mesmo depois de querer ficar. Me fui, porque não tive escolhas. Me fui, porque meus erros engoliram meus acertos. Me fui, porque perdi a única coisa que queria que eu ficasse. Me fui por descuido, ou mera bobagem. Me fui, porque meu corpo ia se mostrar e porque meus olhos não podiam ver. Me fui para evitar mais problemas, Me fui por ser O problema. Me fui por egoísmo. Me fui por medo e pelo desespero. Me fui pela angústia. Me fui por não conseguir mais tentar. Me fui, porque eles se foram. Me fui, porque era mais triste ficar. Me fui pelo passado que condenaria meu presente. Me fui pelo descuido de amar. Me fui para deixá-los mais contentes. Me fui quando sempre deveria ter ido. Me fui tarde demais. Me fui cedo demais. Me fui por saudade de mim. Me fui e deixei saudades de mim. Eu apenas me fui.

delete

Anúncios

Não me reconheço mais

Cada escolha impensada que eu fiz se voltou contra mim e hoje não me reconheço mais. Que monstro eu criei por apenas fugir de mim por algumas horas, mas é esse o problema em fugir, às vezes não dá mais para voltar. Não consigo me concentrar nessas letras, sem sentir as coisas arderem aqui dentro. Oro baixinho pedindo uma segunda chance, mas eu sei que não à mereço, nem eu mesma, me daria uma.

Me achei invencível quando todos tentaram me alertar, abrir meus olhos, mas eles não estavam fechados, estavam vendados.

Agora, que quero ficar, já não tenho mais essa escolha, porque joguei o futuro pela janela, tão somente, para alimentar o presente. No final, o vazio não foi embora, só se alimentou de cada órgão do meu corpo. Corpo esse, do qual já não tenho mais nenhum domínio.

“Para tudo tem uma saída”, eles cantarolam por aí, mas eu não encontro a minha, porque na pista que segui, não existem retornos, há somente um penhasco no final.

E é assim que termina e eu não terei continuações para escrever. Não mais. E tudo porque já não me reconheço mais.

Black

Eu sei que você será uma estrela
no céu de outro alguém
Mas por quê? Por quê?
Por que não pode ser no meu?