Achei que seria…

“Achei que seria melhor esquecer. Foi o que tentei fazer. É o que estou tentando.”
— Tati Bernardi.

Anúncios

Uma carta pra você

Gostaria de saber como você está, será que já superou aquela perda que soube pela sua rede social? Por mais que você viva sorrindo por ai, tenho sérias dúvidas sobre isso, porque eu sei como é estar sorrindo por fora e morrendo por dentro. Como naquele dia em que nossos olhares se encontraram e meu sorriso continuou intacto. Por mais que eu parecesse bem, eu não estava. Para ser sincera, desde o fim não tenho estado bem, mas ninguém tem notado, eu sou boa em fingir. Só não mais do que você, que finge ser alguém todos os dias só para ter uma vida menos entediante.

No final das contas, sinto pena, porque enquanto você está por ai com pessoas que não se importam de verdade, eu estou aqui me libertando delas.

Sim, eu resolvi dar uma chance a ele. Ele é um cara legal. Gosta de mim. Quanto a eu gostar dele….bom, ele não é você, e isso é um fato. Mas estou me acostumando com a ideia aos poucos.

Pelo menos eu sei que nada do que ele disser vai me fazer lembrar de você. Vocês são opostos. O sorriso dele não é como o seu, nem o cheiro, nem nada. Eu consigo ver o coração dele. Mas, nunca enxerguei o seu, se é que você tem um.

É melhor parar com isso de me olhar de canto, porque meu futuro namorado pode não gostar. É melhor você esquecer todos os meus sentimentos, porque as coisas vão começar a mudar. É melhor você esquecer que um dia eu existi, porque aos poucos eu vou esquecendo que você existi.

Eu só quero que saiba que eu ainda te amo, porque os sentimentos não mudam da noite pro dia só porque você esta magoado, mas agora eu tenho a ele, e ele me merece por inteiro. Então diga adeus a essa minha metade que permanece com você, deixe-a ir, pois ela precisa aprender a viver em um mundo onde você não existe.

Não lamento ter…

Não lamento ter te conhecido. Nem que isso tenha me feito questionar tudo. E na morte, é você quem mais faz com que eu me sinta viva. Você tem sido uma pessoa horrível. Você fez todas as escolhas erradas. E de todas as que já fiz, essa deve ser a pior, mas não lamento estar apaixonada por você. Eu amo você, Damon.

Delena ❤

Um ponto final na “nossa” história

Não posso escrever sobre você, sem que saibam quem é você. E eu resolvi guardar pra mim esse sentimento inconsequente, como faço com quase tudo que sinto.

Me apaixonei por um cara que desde a primeira vez que notei zombava de sentimentos alheios, e eu achei graça disso.
Depois de tudo, eu já não entendo mais o que vi em você, teriam sido seus olhos? Ou seu sorriso? Nenhuma resposta me satisfaz.

Sempre achei que você gostasse um pouco de mim, mas hoje vejo que isso é coisa de apaixonado que enxerga um “final feliz” onde não existe nem “um era uma vez”.

Algo não se encaixa aqui, você não se encaixa em você. O cara por quem me apaixonei não está mais ai dentro, teria ele partido? Ou teria eu idealizado tudo com minha mente conturbada? E se a resposta para a segunda pergunta for “sim”, então você não tem culpa do meu coração estar doendo agora. E essa é a pior parte, não poder te culpar.

Devo estar mesmo louca, porque gosto da sensação que essa dor me causa, ela me traz lembranças que eu deveria querer esquecer, e ela é a única coisa que tenho sobre você.

Gostaria de dizer pra parar de esbarrar em mim por ai, mas eu não estaria sendo sincera.

Se o cara por quem eu me apaixonei existiu mesmo, então diga à ele adeus, porque essa é última vez que escrevo sobre nossa história. Diga à ele também para ficar tranquilo, porque daqui um tempo vai ser como se eu nunca tivesse existido.

Conselheira apaixonada

Eu devia saber que você não era diferente de todos aqueles caras que já machucaram minhas amigas, que as fizeram derramar algumas lágrimas, que as fizeram se empaturrar de sorvete de creme e me questionar sobre o porque de não serem boas o suficiente. Eu as abracei, dei alguns conselhos e com o tempo cada uma delas voltou a sorrir novamente, e eu fiquei aliviada por ter feito um bom trabalho. Mas agora você é o idiota em questão, o cara que não me merece, e eu vou superar segundo meus conselhos da madrugada.

Agora eu entendo porque elas diziam que não conseguiriam, eu estou sentindo isso. Parece o fim. Tenho vontade de comprar um pote de sorvete e me derramar em lágrimas assistindo Diário de uma paixão, e me culpar a cada segundo por não viver um amor como o de Allie e Noah.

Eu não deixei que elas se martirizassem por um bando de estúpidos que nunca entenderam o significado de amor verdadeiro, e por respeito aos meus conselhos que parecem ridículos agora, eu não o farei.

Não vou chorar, porque você não merece minhas lágrimas. Não vou mudar de calçada na rua só porque você está lá, porque eu sou muito melhor do que isso, e calçadas são públicas. Não vou deixar de sorrir, porque o meu sorriso é incrível e outras pessoas merecem vê-lo.

Vasculhando minha mente por antigos conselhos, lembrei de uma frase que inventei entre os soluços da minha amiga, “Ele não é o único cara que vai te magoar, vão existir muitos outros, até que você encontre o cara certo, então guarde essas suas lágrimas para o dia em que ele te pedir em casamento.” Não sei o que pensar sobre essa frase, a única coisa que sei é que ela fez minha amiga sorrir e de alguma forma ela se sentiu melhor. Então se eu sou boa em dar conselhos, devo ser boa em segui-los.

E sim, está doendo, sim, adoraria chorar agora, mas você não merece minhas lágrimas, e eu até daria um conselho pra você sumir da minha vida, mas você não merece meus conselhos, você não merece nada que venha de mim.